Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use os menus na barra de topo e nas laterais.
Novidades: Novos cartões em Cards Martinha, novas Barrinhas no grupo "O que a alma me fala", novos Poemas no grupo Poesia, novo Grupo Espaço Religião, novos Temas Margarida e Livita, novas Capas no grupo Arte para Perfil, novos Cartões no grupo Scraps, diariamente novos Blogs área de Blog. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

Blog de Patrizia Gardona (1,069)

A raposa e o Príncipe

E foi então que apareceu a raposa:

__Bom dia, disse a raposa.

__Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.

Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira...

__Quem és tu? perguntou o principezinho. Tu és bem bonita...

__Sou uma raposa, disse a raposa.

__Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste...

__Eu não posso brincar contigo, disse a…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 5 outubro 2020 às 10:00 — Sem comentários

As pessoas têm estrelas

As pessoas têm estrelas que não são as mesmas.

Para uns, que viajam, as estrelas são guias.

Para outros, elas não passam de pequenas luzes.

Para outros, os sábios, são problemas.

Para o meu negociante, eram ouro.

Mas todas essas estrelas se calam.

Tu porém, terás estrelas como ninguém...

Quero dizer: quando olhares o céu de noite, (porque habitarei uma delas e estarei rindo), então será como se…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 4 outubro 2020 às 11:30 — Sem comentários

Eu te amo

Ah, se já perdemos a noção da hora

Se juntos já jogamos tudo fora

Me conta agora como hei de partir



Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios

Rompi com o mundo, queimei meus navios

Me diz pra onde é que inda posso ir



Se nós, nas travessuras das noites eternas

Já confundimos tanto as nossas pernas

Diz com que pernas eu devo seguir



Se entornaste a nossa sorte…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 3 outubro 2020 às 12:30 — Sem comentários

Vida

Sabemos como é a vida: num dia dá tudo certo e no outro as coisas já não são tão perfeitas assim. Altos e baixos fazem parte da construção do nosso caráter.

Afinal, cada momento, cada situação, que enfrentamos em nossas trajetórias é um desafio, uma oportunidade única de aprender, de se tornar uma pessoa melhor.

Só depende de nós, das nossas escolhas...

Não sei se estou perto ou longe demais, se peguei o rumo certo ou…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 2 outubro 2020 às 10:00 — Sem comentários

Paradoxo

A dor que abate, e punge, e nos tortura,

que julgamos às vezes não ter cura

e o destino nos deu e nos impôs,

é pequenina, é bem menor, e até

já não é dor talvez, dor já não é

dividida por dois.

A alegria que às vezes num segundo

nos dá desejos de abraçar o mundo,

e nos põe tristes, sem querer, depois,

aumenta, cresce, e bem maior se faz,

já não é alegria, é muito mais

dividida…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 1 outubro 2020 às 9:30 — Sem comentários

Laço e Nó(s)

Na vida tem gente é Nó e tem gente que é Laço. Laço que enfeita, que agrega, aquele que com um pouco de jeito tudo embeleza, e com um leve puxar tudo revela... tem gente que é assim.. Laço de abraço!

Eita diacho de abraço bão!

Mas acho que tem gente que sem querer é Nó, num sabe?

Nó, gente que é o Ó do borogódo.

Que te faz pensar que é melhor viver só, ao invés de facilitar, tudo complica.

Ainda não entendeu…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 30 setembro 2020 às 9:30 — Sem comentários

Poema de sete faces

Quando nasci, um anjo torto

desses que vivem na sombra

disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.



As casas espiam os homens

que correm atrás de mulheres.

A tarde talvez fosse azul,

não houvesse tantos desejos.



O bonde passa cheio de pernas:

pernas brancas pretas amarelas.

Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.

Porém meus olhos

não perguntam nada.…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 29 setembro 2020 às 9:30 — Sem comentários

A aliança

Esta é uma história exemplar, só não está muito claro qual é o exemplo. De qualquer jeito, mantenha-a longe das crianças. Também não tem nada a ver com a crise brasileira, o apartheid, a situação na América Central ou no Oriente Médio ou a grande aventura do homem sobre a Terra. Situa-se no terreno mais baixo das pequenas aflições da classe média. Enfim. Aconteceu com um amigo meu. Fictício, claro.



Ele estava voltando para…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 28 setembro 2020 às 10:30 — Sem comentários

Aprendendo a desaprender

Passamos a vida inteira ouvindo os sábios conselhos dos outros. Tens que aprender a ser mais flexível, tens que aprender a ser menos dramática, tens que aprender a ser mais discreta, tens que aprender... praticamente tudo.



Mesmo as coisas que a gente já sabe fazer, é preciso aprender a fazê-las melhor, mais rápido, mais vezes. Vida é constante aprendizado. A gente lê, a gente conversa, a gente faz terapia, a gente se puxa…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 27 setembro 2020 às 11:00 — Sem comentários

A Lógica de Einstein!

Conta certa lenda, que estavam duas crianças patinando num lago congelado.

Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas.

De repente, o gelo quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou.

A outra, vendo seu amiguinho preso, e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim, quebrá-lo e libertar o amigo.

Quando os…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 26 setembro 2020 às 11:30 — Sem comentários

Você escolhe seu caminho

Você escolhe seu caminho, seus valores, suas ações, elas definem quem você é.

Sorrir não significa necessariamente que você está feliz. As vezes isto significa apenas que você é forte.



"Foi mal" não é desculpa. "Valeu" não é obrigado. "Eu também" não é eu te amo!



Você percebe que é forte, quando se vê obrigado a desistir de coisas que nunca imaginou ser capaz de deixar um dia.



Encontre a pessoa…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 25 setembro 2020 às 11:00 — Sem comentários

Grande Edgar

Já deve ter acontecido com você.

- Não está se lembrando de mim?

Você não está se lembrando dele. Procura, freneticamente, em todas as fichas armazenadas na memória o rosto dele e o nome correspondente, e não encontra. E não há tempo para procurar no arquivo desativado. Ele está ali, na sua frente, sorrindo, os olhos iluminados, antecipando a sua resposta. Lembra ou não lembra?

Neste ponto, você tem uma escolha. Há…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 24 setembro 2020 às 9:30 — Sem comentários

Ja me enfado...

Já me enfado de ouvir este alarido,

Com que se engana o mundo em seu cuidado;

Quero ver entre as peles, e o cajado,

Se melhora a fortuna de partido.



Canse embora a lisonja ao que ferido

Da enganosa esperança anda magoado;

Que eu tenho de acolher-me sempre ao lado

Do velho desengano apercebido.



Aquele adore as roupas de alto preço,

Um siga a ostentação, outro a…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 23 setembro 2020 às 9:30 — Sem comentários

A idade

Desde então comecei a medir a vida não pelos anos, mas pelas décadas. A dos cinquenta havia sido decisiva porque tomei consciência de que quase todo mundo era mais moço que eu.

A dos sessenta foi a mais intensa pela suspeita de que já não me sobrava tempo para me enganar.

A dos setenta foi temível por uma certa possibilidade de que fosse a última.

Ainda assim, quando despertei vivo na primeira manhã de meus noventa…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 22 setembro 2020 às 8:30 — Sem comentários

Para além da orelha...

Para além da orelha existe um som, à extremidade do olhar um aspecto, às pontas dos dedos um objeto - é para lá que eu vou.

À ponta do lápis o traço.

Onde expira um pensamento está uma ideia, ao derradeiro hálito de alegria uma outra alegria, à ponta da espada a magia - é para lá que eu vou.

Na ponta dos pés o salto.

Parece a história de alguém que foi e não voltou - é para lá que eu vou.

Ou não vou Vou,…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 21 setembro 2020 às 9:00 — Sem comentários

Sol e Lua

Quando o Sol e a Lua se encontraram pela primeira vez, se apaixonaram perdidamente e a partir daí começaram a viver um grande amor. Acontece que o mundo ainda não existia e no dia que Deus resolveu criá-lo, deu-lhes então o toque final... O brilho!



Ficou decidido também que o Sol iluminaria o dia e que a Lua iluminaria a noite, sendo assim, seriam obrigados a viverem separados.



Acontece que Deus decidiu que…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 20 setembro 2020 às 11:00 — Sem comentários

O último discurso

Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador.

Não é esse o meu ofício.

Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja.

Gostaria de ajudar – se possível – judeus, o gentio... negros... brancos.

Todos nós desejamos ajudar uns aos outros.

Os seres humanos são assim.

Desejamos viver para a felicidade do próximo – não para o seu infortúnio.

Por que havemos de odiar ou desprezar uns aos…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 19 setembro 2020 às 12:00 — Sem comentários

Pensando...

...penso poder ser verdade que a fortuna seja árbitra de metade de nossas ações, mas que, ainda assim, ela nos deixe governar quase a outra metade . Comparo-a a um desses rios impetuosos que, quando se encolerizam, alagam as planícies, destroem as árvores, as construções, arrastam montes de terra de um lugar para outro: tudo foge diante dele, tudo cede ao seu ímpeto, sem poder obstar-lhe e, se bem que as coisas se passem assim, não é…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 18 setembro 2020 às 10:00 — Sem comentários

Lira III

Tu não verás, Marília, cem cativos

tirarem o cascalho e a rica terra,

ou dos cercos dos rios caudalosos,

ou da minada serra.



Não verás separar ao hábil negro

do pesado esmeril a grossa areia,

e já brilharem os granetes de oiro

no fundo da bateia.



Não verás derrubar os virgens matos,

queimar as capoeiras inda novas,

servir de adubo à terra a fértil cinza,

lançar os…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 17 setembro 2020 às 11:00 — Sem comentários

Eles viram-lhe as costas

Há uma dúvida se é melhor sermos amados do que temidos, ou vice-versa. Deve-se responder que gostaríamos de ter ambas as coisas, sendo amados e temidos; mas, como é difícil juntar as duas coisas, se tivermos que renunciar a uma delas, é muito mais seguro sermos temidos do que amados... pois dos homens, em geral, podemos dizer o seguinte: eles são ingratos, volúveis, simuladores, covardes e ambiciosos; eles furtam-se aos perigos e são…

Ler mais

Adicionado por Patrizia Gardona em 16 setembro 2020 às 9:00 — Sem comentários

Fale com os membros

Ola deixe apenas uma mensagem por dia pois por limitações só são guardadas as ultimas 100 mensagens.

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Adicionados novos car-tões para  o Dia de finados, halloween, Boa noite e qualquer ocasião
nos cards Martinha.
Visitem e compartilhem

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

© 2020   Criado por Adul Rodri (Adm)   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Registe-se Juntos fazemos a diferença!