Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use os menus na barra de topo e nas laterais.
Novidades: Novos cartões em Cards Martinha, novas Barrinhas no grupo "O que a alma me fala", novos Poemas no grupo Poesia, novo Grupo Espaço Religião, novos Temas Margarida e Livita, novas Capas no grupo Arte para Perfil, novos Cartões no grupo Scraps, diariamente novos Blogs área de Blog. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

unnamed1

Na biblioteca da rua Direita

(Texto em português do Brasil)

D

epois de descobrir que unindo letras formava palavras e com as palavras, frases, Otto passava os dias lendo na antiga biblioteca, no antigo casarão da Rua Direita. Tudo o que vinha escrito naquele monte de livros era só a combinação de vinte e seis letrinhas.

Otto lia muito!

Lia as aventuras dos marinheiros. Sabia da migração dos animais, dos monstros sob os cascos dos navios, da solidão entre as ondas, dos mistérios do mar.

unnamed2

Tinha medo da ilha dos gigantes, sonhava com as terras geladas do fim do mundo, ficava mudo com o rosnar dos dragões.

Descobriu que no escuro das cavernas os piratas guardavam jóias e segredos.

Lia sobre a rota dos pássaros, aprendeu sobre o silêncio das montanhas, do domínio dos ventos, da direção das nuvens e do amadurecimento dos frutos.

unnamed3

De bruxas, fadas e gnomos, só teve conhecimento pelos livros.

Tudo o que ele queria saber encontrava-se ali, naquelas páginas daquele monte de livros, impressos com vinte e seis letrinhas embaralhadas.

Bastava abrir e ler os livros, e logo as aventuras, as histórias, os ensinamentos e a poesia despertavam.

unnamed4

Certo dia, Otto pegou na estante um livro pequeno, de capa verde e com muitas estrofes.

Leu alguns versos e ficou imóvel, encantado, com os olhos perdidos no espaço.

Releu e gritou:

— Mas isso é lindo!

E repetiu a leitura por várias vezes.

Por fim, já sabia os versos de cor.

Fechou o livro e os olhos, e recitou em voz alta para melhor sentir a poesia nos ouvidos e no coração.

Mas a vida tem caprichos e, nesse momento, Anna ia passando por ali.

Foi o tempo necessário para que ela ouvisse o final:

"Tanto queria...
você ao meu lado
por toda a minha vida..."

— Hã? É comigo?... — disse ela.

Antes que ele abrisse os olhos ela o abraçou com ternura e Otto docemente retribuiu.

Seu coração também se abriu.

unnamed5

O

tempo passou...

Hoje Otto e Anna continuam frequentando a antiga biblioteca, no antigo casarão da Rua Direita, mas na seção dos livros infantis.

Walter Lara
Na biblioteca da Rua Direita
Belo Horizonte, Abacatte, 2016

Visualizações: 15

Os comentários estão fechados para esta entrada de blog

Comentário de Martinha (adm) em 25 julho 2020 às 15:33

Puxa que meigo esse texto... achei lindo! beijinhos

Fale com os membros

Ola deixe apenas uma mensagem por dia pois por limitações só são guardadas as ultimas 100 mensagens.

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Adicionados novos car-tões para  o Dia de finados, halloween, Boa noite e qualquer ocasião
nos cards Martinha.
Visitem e compartilhem

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

© 2020   Criado por Adul Rodri (Adm)   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Registe-se Juntos fazemos a diferença!