Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use os menus na barra de topo e nas laterais.
Novidades: Novos cartões em Cards Martinha, novas Barrinhas no grupo "O que a alma me fala", novos Poemas no grupo Poesia, novo Grupo Espaço Religião, novos Temas Margarida e Livita, novas Capas no grupo Arte para Perfil, novos Cartões no grupo Scraps, diariamente novos Blogs área de Blog. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

"Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno." 2 Coríntios:4:16-18
O apóstolo Paulo estava muito familiarizado com o sofrimento. De fato, ele escreveu quatro cartas do Novo Testamento de uma cela de prisão. Paulo sofreu muito durante sua vida; contudo, de alguma maneira, ele foi capaz de nos apontar para a esperança e a glória encontradas em Jesus Cristo. Como no mundo isso é possível? Parece contra intuitivo pensar que através do sofrimento é que Paulo foi levado a Deus. Mas a dor foi que permitiu com que Paulo chegasse a essa conclusão: Nada neste mundo pode tirar o que Deus nos deu.
Veja bem, Paulo entendeu que ele era muito pior do que jamais ousou imaginar. Por conta própria, ele não tinha esperança de conquistar o direito de chegar a Deus. Ele sabia que nunca poderia FAZER o suficiente para se tornar BOM o suficiente. Sua única esperança foi encontrada na boa e perfeita obra de Jesus Cristo em seu favor.
Por meio de Jesus, Paulo descobriu uma esperança duradoura, independentemente das circunstâncias. Veja bem, essa esperança não foi construída sobre as coisas deste mundo; coisas que mudam, desapontam e desaparecem. Coisas que estão aqui hoje e desaparecem amanhã. A esperança de Paulo foi construída sobre coisas invisíveis, eternas. Esta é uma esperança que dura.
Olhe para o mundo ao seu redor. O mundo está quebrado e clamando por esperança. Todo desastre e explosão violenta nos lembra da nossa necessidade de redenção, de um Salvador. Cada manchete destaca o poder devastador do pecado; como um mundo perfeito e sem falhas foi quebrado. Paulo entendeu que controle e conforto são apenas ilusões temporárias. Podemos buscá-los, mas eventualmente eles irão escorrer por nossos dedos. A vida nos levará a tropeçar. Então o que você irá fazer? Quando o sofrimento chegar há uma opção: correr em direção a Deus ou fugir. Paulo escolheu Cristo e encontrou esperança. O que você vai escolher?

Enquanto Deus for a sua raiz não existe pedra nenhuma que impeça seu crescimento.Aos olhos de Deus somos todos um diamante uma jóia preciosa... por isso não permita que ninguém apague teu brilho nem despreze o seu valor. Deus te plantou no deserto porque sabe que você cresce em lugares onde muitos morrem, então não murmure floresça. Amem....

Visualizações: 4

Os comentários estão fechados para esta entrada de blog

Fale com os membros

Ola deixe apenas uma mensagem por dia pois por limitações só são guardadas as ultimas 100 mensagens.

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Adicionados novos car-tões para  o Dia dos Pais e qualquer ocasião
nos cards Martinha.
Visitem e compartilhem

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

Presença no Facebook

Grupo do Global no Facebook

Pagina Curtam, a Pagina no Facebook

© 2020   Criado por Adul Rodri (Adm)   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Registe-se Juntos fazemos a diferença!