Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use os menus na barra de topo e nas laterais.
Novidades: Novos cartões em Cards Martinha, novas Barrinhas no grupo "O que a alma me fala", novos Poemas no grupo Poesia, novo Grupo Espaço Religião, novos Temas Margarida e Livita, novas Capas no grupo Arte para Perfil, novos Cartões no grupo Scraps, diariamente novos Blogs área de Blog. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

A árvore é o símbolo supremo do infinito do ser, morrendo e renovando a vida e a natureza. As árvores eram consideradas sagradas, possuindo poderes mágicos na maioria das culturas e civilizações. Assim, as pessoas gradualmente determinaram as propriedades mágicas das árvores. Os povos pagãos personificavam, animavam e até idolatravam árvores, habitando florestas com habitantes fabulosos e mitológicos, pessoas da floresta - espíritos de árvores, fadas, goblins de madeira e donzelas de florestas. Dependendo das condições geográficas, diferentes árvores foram reverenciadas por magia e dotadas de propriedades mágicas. Uma atitude respeitosa para com os "gigantes da floresta" - abetos, pinheiros, carvalhos ... preservados no folclore germânico e eslavo, nas tradições e costumes de muitas nações.
E hoje em dia a fé nas propriedades mágicas das árvores está viva. Tudo do jovem ao velho é temor e de alguma forma tremor emocional, quando o pinheiro de Natal ou Ano Novo brilha e brilha nas decorações brilhantes - um símbolo pagão da fertilidade, imortalidade e longevidade, a árvore Odin nas crenças escandinavas, um símbolo xintoísta de determinação e sucesso ... usavam árvores em rituais e rituais mágicos, adoravam-nas como runas sagradas e dedicadas a elas.
Fogo Kindle. Existem quatro dos mais importantes dias de práticas druidas. Estes são os chamados "feriados de fogo". 30 de Abril - Beltan, 21 de Junho (solstício de verão) - Dia do Solstício de 21 de Dezembro (solstício de inverno) - Dia do Meio-Inverno e 31 de Outubro - Samhain. Hoje em dia, fogueiras especiais eram acesas no topo das colinas e eram iluminadas esfregando objetos de madeira ou concentrando os raios do sol (foram usados ​​cristais), ou foi usado um raio. Hoje, quase todos os seguidores da magia Druida usam lentes ou cristais.
Na magia dos druidas, a paz mental e física ocupa um lugar especial. Nesse estado, os druidas viam o passado e o futuro e, em geral, tudo o que tocavam. Dominar essas práticas começou com a ajuda de uma respiração especial, e a preparação para essa prática durou anos. Antes de tudo, era necessário dominar a prática da respiração. Sob a prática da respiração significava "ouvir" o seu próprio coração e os iniciantes fechavam os olhos, relaxavam e aprendiam a conseguir a respiração, na qual três batimentos do pulso caíam na inspiração e três batimentos do pulso caíam ao expirar. Eles tentaram respirar assim por cerca de uma hora, sem intervalo, e os exercícios respiratórios diários levaram ao fato de que o ritmo respiratório gradualmente se tornou lento na vida cotidiana. A segunda etapa do treinamento foi respirar, em qual durante 4 batidas do pulso houve uma respiração e durante 4 batidas do pulso - um expira. Já era o "sopro de insight". Em tal estado e com tal ritmo de respiração, o druida pegou qualquer objeto em sua mão e pôde dizer onde, quando e o que aconteceu com este objeto. Eles pegaram a mão de um homem e contaram sobre seu passado e futuro. Mas o ritmo dessa respiração deve ser observado por uma hora e não menos. Quanto mais tempo o druida respirava em tal ritmo e mais esse ritmo respiratório se tornava habitual para ele, o maior dom de discernimento que ele possuía. Além disso, quanto mais imóvel o sujeito da pesquisa, maior o efeito alcançado. Era muito mais difícil contar informações de água corrente, fogo vivo, animal e levou anos de treinamento. Em tal estado e com tal ritmo de respiração, o druida pegou qualquer objeto em sua mão e pôde dizer onde, quando e o que aconteceu com este objeto. Eles pegaram a mão de um homem e contaram sobre seu passado e futuro. Mas o ritmo dessa respiração deve ser observado por uma hora e não menos. Quanto mais tempo o druida respirava em tal ritmo e mais esse ritmo respiratório se tornava habitual para ele, o maior dom de discernimento que ele possuía. Além disso, quanto mais imóvel o assunto da pesquisa, maior o efeito alcançado. Era muito mais difícil contar informações de água corrente, fogo vivo, animal e levou anos de treinamento. Em tal estado e com tal ritmo de respiração, o druida pegou qualquer objeto em sua mão e pôde dizer onde, quando e o que aconteceu com este objeto. Eles pegaram a mão de um homem e contaram sobre seu passado e futuro. Mas o ritmo dessa respiração deve ser observado por uma hora e não menos. Quanto mais tempo o druida respirava em tal ritmo e mais esse ritmo respiratório se tornava habitual para ele, o maior dom de discernimento que ele possuía. Além disso, quanto mais imóvel o sujeito da pesquisa, maior o efeito alcançado. Era muito mais difícil contar informações de água corrente, fogo vivo, animal e levou anos de treinamento. Mas o ritmo dessa respiração deve ser observado por uma hora e não menos. Quanto mais tempo o druida respirava em tal ritmo e mais esse ritmo respiratório se tornava habitual para ele, o maior dom de discernimento que ele possuía. Além disso, quanto mais imóvel o sujeito da pesquisa, maior o efeito alcançado. Era muito mais difícil contar informações de água corrente, fogo vivo, animal e levou anos de treinamento. Mas o ritmo dessa respiração deve ser observado por uma hora e não menos. Quanto mais tempo o druida respirava em tal ritmo e mais esse ritmo respiratório se tornava habitual para ele, o maior dom de discernimento que ele possuía. Além disso, quanto mais imóvel o sujeito da pesquisa, maior o efeito alcançado. Era muito mais difícil contar informações de água corrente, fogo vivo, animal e levou anos de treinamento.
Apenas alguns dos Druidas dominaram a "respiração da morte" quando respiraram por 5 batimentos cardíacos e expiraram por 5 batimentos cardíacos. Os druidas levaram seus alunos aos cemitérios, onde eles se deitaram nas sepulturas, entraram no estado de "respiração da morte" e examinaram a vida de uma pessoa morta. Eles usaram o mesmo método, mesmo quando apenas uma pessoa morta pudesse conhecer certas informações.
Foi nesse estado que os druidas conversaram com as árvores e ouviram as vozes dos deuses, de quem procuravam conselhos e lhes disseram como proceder nesse ou naquele caso. Árvores crescendo em lugares tinham o mais forte efeito de "conversa" e elas tinham que ser antigas o suficiente, antigas. E mais uma característica de tal árvore é um buraco no tronco. Os druidas mais experientes colocaram duas pequenas pedras planas em um buraco de árvore e esculpiram "seus" sinais na árvore. Uma vez estabelecidas, as pedras devem se tocar e nunca mais tocá-las. "Seu" sinal representa você e somente você e a árvore conhecerão seu dono. Os druidas faziam oferendas a suas árvores na forma de vinho, mel ou acesas perto da árvore do incenso. Os druidas modernos usam para isso fertilizantes,►
DA

Visualizações: 14

Os comentários estão fechados para esta entrada de blog

Comentário de Conceição Valadares em 21 março 2019 às 8:00

Adorei amiga a sua partilha

Fale com os membros

Ola deixe apenas uma mensagem por dia pois por limitações só são guardadas as ultimas 100 mensagens.

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Adicionados novos car-tões para  Páscoa e Semana Santa nos cards Martinha.

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

Presença no Facebook

Grupo do Global no Facebook

Pagina Curtam, a Pagina no Facebook

© 2020   Criado por Adul Rodri (Adm)   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Registe-se Juntos fazemos a diferença!