Global Social

Para quem gosta realmente de amizade, de aprender e adquirir conhecimentos

Seja bem vindo(a).O Global Social faz dia 10 de Julho o seu 10º Aniversario. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

Blog de Patrizia Gardona -- setembro 2018 Ficheiro (30)

Soneto de separação

De repente do riso fez-se o pranto

Silencioso e branco como a bruma

E das bocas unidas fez-se a espuma

E das mãos espalmadas fez-se o espanto.



De repente da calma fez-se o vento

Que dos olhos desfez a última chama

E da paixão fez-se o pressentimento

E do momento imóvel fez-se o drama.



De repente, não mais que de…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 30 setembro 2018 às 13:00 — 1 Comentário

Canção de Outono

Perdoa-me, folha seca, não posso cuidar de ti.

Vim para amar neste mundo, e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores pelas areias do chão se havia gente dormindo sobre o próprio coração?



E não pude levantá-la!

Choro pelo que não fiz.

E pela minha fraqueza é que sou triste e infeliz.

Perdoa-me, folha seca!

Meus…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 29 setembro 2018 às 15:00 — Sem comentários

Oração Celta de benção

 “No dia que o peso apoderar-se dos teus ombros,

e tropeçares, que a argila dance, para equilibrar-te!

E, quando teus olhos congelarem, por trás da janela cinzenta,

E o fantasma da perda chegar a ti…

Que um bando de cores, índigo, vermelho,…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 28 setembro 2018 às 16:30 — 2 Comentários

Precisão

O que me tranquiliza é que tudo o que existe, existe com uma precisão absoluta.

O que for do tamanho de uma cabeça de alfinete não transborda nem uma fração de milímetro além do tamanho de uma cabeça de alfinete.

Tudo o que existe é de uma grande exatidão.

Pena é que a maior parte do que existe com essa exatidão nos é tecnicamente…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 27 setembro 2018 às 13:00 — Sem comentários

Estrela



“Quisera ser tua estrela

A iluminar-te graciosamente

Nas noites mais enegrecidas.

Uma estrela sem nome,

Sem renome algum.

Um astro cadente

Decadente

Carente

A cair em teus braços.

Na incoerência desse encanto,

Ao ver o desenhar de luzes no amanhecer dos teus olhos,

Desdenhar de todos os demais mortais.

Do orvalhar do teu corpo,

Reinventar mil modos de…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 26 setembro 2018 às 16:00 — Sem comentários

A primeira glória



A primeira glória é a reparação dos erros. As ocasiões fazem as revoluções.

O amor é o rei dos moços e o tirano dos velhos.

O amor é o egoísmo duplicado.

Não se perde nada em parecer mau - ganha-se tanto como em sê-lo.

Também a dor tem suas hipocrisias.

O medo é um preconceito dos nervos.

E um preconceito, desfaz-se - basta a simples reflexão.

Dormir é um modo interino de morrer.

O tempo é…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 25 setembro 2018 às 10:00 — Sem comentários

Oração de Proteção



Noites estreladas e

dia brilhante,

nos proteja e abençoe,

Aqui estamos neste espaço.

Que aqueles que amamos

reúnam-se em força,

E unifiquem em tempos de conflitos.

Apelamos ao Cosmos do qual fazemos parte,

Que possamos fluir com você e fazer de cada dia um começo.

Ventos da noite,

Soprem suavemente em todos nós.

Águas do mar,

Permita-nos banhar

na sua cura…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 24 setembro 2018 às 10:30 — Sem comentários

Noa Era

Em plena era nova Há criaturas que deixaram, na Terra, como único rastro da vida robusta que usufruíram na carne, o mausoléu esquecido num canto ermo de cemitério.

Nenhuma lembrança útil.

Nenhuma reminiscência em bases de fraternidade.

Nenhum ato que lhes recorde atitudes como padrões de fé.

Nenhum exemplo edificante nos currículos da…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 23 setembro 2018 às 11:30 — Sem comentários

Ainda ontem...

"Ainda ontem pensava que não era mais do que um fragmento trémulo sem ritmo na esfera da vida.



Hoje sei que sou eu a esfera, e a vida inteira em fragmentos rítmicos move-se em mim.



Eles dizem-me no seu despertar:

"Tu e o mundo em que vives não passais de um grão de areia sobre a margem infinita de um mar infinito."



E no meu…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 22 setembro 2018 às 11:00 — Sem comentários

Crear e Criar

Crear é a manifestação da Essência em forma de existência – criar é a transição de uma existência para outra existência. Dessa forma podemos dizer que o Poder Infinito é o creador do Universo e que um fazendeiro é criador de gado. Que entre os homens génios há creadores, embora não sejam talvez criadores.



A conhecida Lei de Lavoisier diz que “Na natureza…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 21 setembro 2018 às 11:30 — Sem comentários

Grandes Homens

Quem faz jus ao título de "grande homem"?

Não sei...

O homem inteligente?

Não basta ter inteligência para ser grande...

O homem poderoso?

Há poderosos mesquinhos...

O homem religioso?

Não basta qualquer forma de religião... Podem todos esses homens possuir muita inteligência, muito poder, e muita religiosidade - e nem por isso são…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 20 setembro 2018 às 17:00 — 2 Comentários

Meu coração bobo



Meu coração é um barquinho

a navegar em um mar de carinho

trazendo em seu interior

todas as formas de amor.



Meu coração é um sonhador

que dorme na cama da ansiedade,

que não se preocupa com a idade

que deixa transparecer...



Meu coração é bobo, é fogo

que arde sem doer...



É uma nave hospitaleira

guarda tudo com uma calma certeira

esmiuçando o prazer.…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 19 setembro 2018 às 18:00 — Sem comentários

A felicidade que é a vida no campo

Algo que se pode recomendar como terapia para eliminar o grande mal dos tempos modernos, chamado soturnamente de "stress", é sem duvida, um passeio no campo.



Mesmo que seja passar apenas alguns dias durante o ano em uma fazenda, por exemplo, ou mesmo em um pequeno sítio, ou mais modestamente em um lindo hotel fazenda, em algum lugar onde possamos estar em…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 18 setembro 2018 às 18:00 — Sem comentários

Novo vírus KeyPass 'sequestra' PCs e tem Brasil como foco; saiba como funciona

Depois do pânico causado pelo WannaCry no ano passado, um ransomware que atingiu computadores do mundo inteiro, há um novo caso de software malicioso se espalhando rapidamente pelo globo, e o Brasil está entre os principais atingidos, como informou a Kaspersky.

Segundo um comunicado no blog da empresa, o malware se chama KeyPass e já atingiu ao menos 20 países.…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 17 setembro 2018 às 10:00 — Sem comentários

O Amor não Tem nada que Ver com a Idade

Penso saber que o amor não tem nada que ver com a idade, como acontece com qualquer outro sentimento. Quando se fala de uma época a que se chamaria de descoberta do amor, eu penso que essa é uma maneira redutora de ver as relações entre as pessoas vivas. O que acontece é que há toda uma história nem sempre feliz do amor que faz que seja entendido que o amor numa…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 16 setembro 2018 às 8:30 — Sem comentários

Lágrimas ocultas

Se me ponho a cismar em outras eras

Em que ri e cantei, em que era q’rida,

Parece-me que foi noutras esferas,

Parece-me que foi numa outra vida…



E a minha triste boca dolorida

Que dantes tinha o rir das Primaveras,

Esbate as linhas graves e severas

E cai num abandono de esquecida!



E fico, pensativa, olhando o vago…

Toma a brandura plácida dum lago

O meu rosto de…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 15 setembro 2018 às 7:00 — Sem comentários

Assim eu vejo a vida

A vida tem duas faces:

Positiva e negativa

O passado foi duro

mas deixou o seu legado

Saber viver é a grande sabedoria

Que eu possa dignificar

Minha condição de mulher,

Aceitar suas limitações

E me fazer pedra de segurança

dos valores que vão desmoronando.

Nasci em tempos rudes

Aceitei contradições

lutas e pedras

como lições de vida

e delas me…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 14 setembro 2018 às 16:30 — Sem comentários

Quinze anos

Quinze anos! é a idade das primeiras palpitações, a idade dos sonhos, a idade das ilusões amorosas, a idade de Julieta; é a flor, é a vida, e a esperança, o céu azul, o campo verde, o lago tranquilo, a aurora que rompe, a calhandra que canta, Romeu que desce a escada de seda, o último beijo que as brisas da manhã ouvem e levam, como um eco, ao céu.



Machado de…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 13 setembro 2018 às 15:00 — 2 Comentários

A Noite do Meu Bem



Hoje eu quero a rosa mais linda que houver

E a primeira estrela que vier

Para enfeitar a noite do meu bem



Hoje eu quero paz de criança dormindo

E abandono de flores se abrindo

Para enfeitar a noite do meu bem



Quero a alegria de um barco voltando

Quero ternura de irmãos se encontrando

Para enfeitar a noite do meu bem



Ah, eu quero o amor, o amor mais…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 12 setembro 2018 às 16:00 — 2 Comentários

Amor

Saberás que não te amo e que te amo

posto que de dois modos é a vida,

a palavra é uma asa do silêncio,

o fogo tem uma metade de frio.



Eu te amo para começar a amar-te,

para recomeçar o infinito

e para não deixar de amar-te nunca:

por isso não te amo ainda.



Te amo e não te amo como se tivesse

em minhas mãos as chaves da fortuna

e um incerto destino desafortunado.…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 11 setembro 2018 às 15:00 — 2 Comentários

© 2019   Criado por Adul Rodri (Adm).   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

arrow