Global Social

Para quem gosta realmente de amizade, de aprender e adquirir conhecimentos

Seja bem vindo(a).O Global Social faz dia 10 de Julho o seu 10º Aniversario. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

Blog de Patrizia Gardona -- fevereiro 2019 Ficheiro (30)

A vida é uma poesia

Preste atenção aos pequenos sinais, às entrelinhas da poesia da vida.

Sim, a vida é uma bela poesia, que tem seus momentos trágicos, tem seus dramas e sentimentos confusos, mas tem muita comédia, alegria e amor, que dependem mais dos seus olhos do que dos fatos em si...



Como poesia, a vida conta com a natureza que se mostra linda e cheia de cores para alegrar o seu dia.

Pássaros que…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 9 fevereiro 2019 às 9:30 — Sem comentários

A Árvore dos Problemas

Esta é uma história de um homem que contratou um carpinteiro para ajudar a arrumar algumas coisas na sua fazenda. O primeiro dia do carpinteiro foi bem difícil.

O pneu do seu carro furou, a serra elétrica quebrou, cortou o dedo, e ao final do dia o seu carro não funcionou.

O homem que contratou o carpinteiro ofereceu uma carona para casa.

Durante o…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 8 fevereiro 2019 às 7:30 — 1 Comentário

Idiossincrasia

Adicionado por Patrizia Gardona em 7 fevereiro 2019 às 5:30 — Sem comentários

Vida Uma Grande Escola

Adicionado por Patrizia Gardona em 7 fevereiro 2019 às 5:30 — Sem comentários

Quase

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos,…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 6 fevereiro 2019 às 8:00 — Sem comentários

Você nunca esteve sozinho

Olho no espelho todos os dias, mas não sei exatamente por qual motivo, em alguns dias parece que o meu reflexo não retribui o meu olhar. Não sei explicar exatamente qual o ponto que faz com que a nossa chavinha mude para o modo “tem alguma coisa errada”, mas sei que com muita gente também é assim. Não é uma exclusividade minha, nem sua, nem de ninguém, mas, às…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 5 fevereiro 2019 às 7:30 — Sem comentários

"Uma xícara de café"

Um grupo de profissionais, todos vencedores em suas respectivas carreiras, reuniu-se para visitar seu antigo professor. Logo a conversa parou nas queixas intermináveis sobre “stress" no trabalho, e na vida em geral.



O professor ofereceu café. Foi para a cozinha e voltou com um grande bule e uma variedade das melhores xícaras: de porcelana, plástico,…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 4 fevereiro 2019 às 8:30 — Sem comentários

Palavras de Yogananda

Os cataclismos que subitamente ocorrem no seio da natureza, provocando devastações e danos em massa, não são "obras de Deus". Essas catástrofes resultam dos pensamentos e ações dos homens.



Onde quer que o equilíbrio vibratório do mundo entre o bem e o mal seja perturbado por um acumulo de vibrações nocivas, resultantes de pensamentos e procedimentos…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 3 fevereiro 2019 às 9:30 — Sem comentários

Poema de Sete Faces



Quando nasci, um anjo torto

desses que vivem na sombra

disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.



As casas espiam os homens

que correm atrás de mulheres.

A tarde talvez fosse azul,

não houvesse tantos desejos.



O bonde passa cheio de pernas:

pernas brancas pretas amarelas.

Para que tanta perna, meu Deus,

pergunta meu coração.

Porém meus olhos

não perguntam…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 2 fevereiro 2019 às 8:00 — 1 Comentário

Pranto para o homem que não sabia chorar

Havia quitandas naquele tempo. Vendiam verduras, legumes, ovos, algumas chegavam a vender galinhas em pé, quer dizer, vivas, mas eram poucas, pois todas as casas tinham quintal e todos os quintais tinham galinhas. Ia esquecendo: as quitandas mais sortidas tinham à porta, bem visíveis aos passantes, um feixe de varas de marmelo. Para que serviam? Fica difícil…

Continuar

Adicionado por Patrizia Gardona em 1 fevereiro 2019 às 6:30 — Sem comentários

Membros da Rede

Menu de Funcionalidades

Chat/Bate-Papo
Amigos
Recados e Mensagens
Fostos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

© 2019   Criado por Adul Rodri (Adm).   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

arrow