Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use os menus na barra de topo e nas laterais.
Novidades: Novos cartões em Cards Martinha, novas Barrinhas no grupo "O que a alma me fala", novos Poemas no grupo Poesia, novo Grupo Espaço Religião, novos Temas Margarida e Livita, novas Capas no grupo Arte para Perfil, novos Cartões no grupo Scraps, diariamente novos Blogs área de Blog. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

Blog--(1) Dolandmay Walter
Vozes da Alma!
http://poetadolandmay.blogspot.com

Blog--(2) Dolandmay Walter
Por o meu imenso AMOR!
http://dolandmaywaltersilva.blogspot.com

SITE (NO PENSADOR DO UOL)
http://pensador.uol.com.br/autor/poeta_dolandmay

Visualizações: 127

Respostas a este tópico

Foto

Titulo: Diga-me, amor

Como posso amar assim como eu te amo
Que amor é esse a me perder
Esqueço tudo nem me lembro do engano
Que o amor pode a gente envolver...

Que paixão é essa que me faz
Te procurar o tempo todo e não desfaz
A vontade louca de te amar...

Tanta coisa me disfarça sem que a dor
Consigo disfarçar por tua ausência
Como eu te amo assim com tão primor
Se nem viver por mim é tua essência...

Amor, quero te dizer que neste mundo
Eu nunca amei alguém assim igual
Meu coração jamais pulsou tão profundo
Como pulsa ao teu amor não é normal...

Que amor é esse a me perder
Esqueço tudo nem me lembro do engano
Que o amor pode a gente envolver
Como posso amar assim como eu te amo...

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: Dia-a-dia

Que no recomeçar deste novo dia,
O sol possa aquecer a sua alma
Na resplandecência do seu amor...
E que no seu coração, o pulsar seja
De alegria, de paz e de esperança
De melhores tempos..

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: Entendimento

Não tente entender o que um Poeta escreve,
As tuas escritas não se definem, se traduz!
O Poeta, Poeta! Viaja ao além tão breve
Que até as trevas chegam a pensar que é luz!

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: O poeta

Quando juntar a mim o perfume morto
Da estrada em que ando na ramaria
Dos arvoredos secos, sem paz, e absorto...
“Que notado mundo, verei o sol do dia!”

Quando o cedro der-se pequeno fruto,
Branco em neve na luz dum luar,
Que fora, ao zumbido a voz dum tributo...
“Mais um réu a juntar-se irá vagar...”

Imensas cores terão as alvoradas...
Os sóis queimarão, sem fogo, sem arder,
Dias e dias, sem negras madrugadas...

E o mar revolto, na calmaria de vencer
Os meus braços, nos ramos das jornadas...
“Que notado morto ledores hão de ver!”

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: Incógnita

Porque te disse: amor! Contudo, demente
Por teus beijos de fogo, alucinado...
E nem ainda a senti a boca; simplesmente
Por teu corpo de ouro – fonte de pecado!

Porque te disse ainda: ventura tanta!
E nem o teu calor senti tão perto...
Por tua voz que aos meus ouvidos canta,
E que’u nem sei donde vem ao certo!

Eu só quero o teu amor, desconhecido...
Eu só quero a tua paixão, seu amor perdido
Que canta aos meus ouvidos teus desejos...

Eu só quero m’enroscar na tu’alma louca...
Ao meu vigor intenso, dar-te a boca
O que de amor fosse a ti, primeiros beijos...

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: Depois de tanto

Amor que tanto eu procurei
E que a tantos outros eu errei
Brilhou entre a gente
Num só tremor cheio em paixão
Amor que tanto foi em vão
Nos veio assim tão de repente...

Que seja infindo em tão fulgor
Que não se vá, possa ficar sem dor
Ah, tão lindo é esse amor
Que veio enfim nos encontrar...

Com tão desejo e tão encanto
Olha só, depois de tanto
Moça, a nossa paz p’ra amar...

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: De um amor prometido

Afago-me deste teu amor,
Que na mente te veste,
Que te ampara e te domina.
Deste amor que é puro
Por desejos e por paixão!

Não sabeis do que tu és
Apenas tudo que me deste.
O que me deixaste cravina
No meu peito tão seguro
A prender-te o coração!

Foi assim o prometido...
Ao olhar-te nos olhos, senti
Quanta ternura há em ti
Quanto amor, quanto amor!

Na tua candura, que é pura,
Dentro dos teus sorrisos,
Nos teus olhares a face eleita
Sinta-te em mim segura,
Tão perfeita, tão perfeita!

Por um tanto irei te amar
Como nunca no coração.
Farei de ti o meu luar,
Da tua luz, minha paixão!

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: Tempo de criança

Se num momento passado
Tudo era esperança...
Em uma criança o que se busca
É um amor eternizado...

Se num mundo imaginado
Tudo é de cor azul,
Aos céus se faz mover
Os trovões emaranhados...

Se em cada voz o cantar
É de felicidade e promessas...
Desde tudo às faz passar
O Deus da vida, o bem amado...

Se das estrelas pingarem
Lágrimas de amor enfeitado,
De inocentes pedintes
O afeto dos céus é brotado...

Mas se por luas dormentes
O branco não for de paz,
Nasce da voz pequenina:
Das noites se tenha cuidados...

E assim se vão ao tempo
De cantos brindando o mundo,
De cada gesto em segundo
Ganhando os céus sem pecados...

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: A musa e o poeta

Eu vi a lua na noite escura,
Eu vi os teus olhos de luz serena,
Eu vi tu’alma e os teus sorrisos...
Estrelas azuis, e astros d’ádvena.

Eu vi a paixão do amor real,
Eu vi dos prazeres os teus desejos,
Eu vi o teu corpo escultural,
Dos lábios quentes quis teus beijos...

E do imortal sonho irreal,
Dos murmúrios tensos, da voz pura
Ouvi os gemidos de su’alma...
Musa de Bardos, dependente.

Senti os teus aromas d’açucena,
Flor dos silêncios que me perdura,
Cíntia nua que me acalma,
Na visão profana de minha mente...

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: Amor insano

Por tudo agora eu sei... eu vou
Viver do espanto à realidade,
Vou viver agora, a nossa verdade,
A intensidade do nosso amor...

Por tudo agora eu sei, meu bem,
Vou ser pra você, vou ser em mim
Ao seu prazer intenso assim
Como é pra mim você também...

Vou ser de insano à nossa paixão,
Como é insana ao seu primor,
Como é de estrelas a imensidão...

Eu serei o ardor por ti queimar!...
Pois, se oculto for, de amor,
Por qual paixão haverá de amar?

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: Desengano

O sentimento que não é permitido
é aquele que nos enganamos sentir.

Dolandmay Walter

Foto

Titulo: O amor é você

Quem foi que disse
Que o amor existe
Só pra cantar?...

O amor também é dor,
E é de esplendor
De quem sabe amar.

Quem foi que disse
Que o amor existe
Só pra cantar?...

O amor também é lealdade
Vida e esperança
Entre o céu e o mar.

Quem foi que disse
Que o amor existe
Só pra cantar?...

O amor também é saudade
E também tem verdade
Pra se conquistar.

Quem foi que disse
Que o amor existe
Só pra cantar?...

O amor também é de dois,
E é do depois
Da paixão e luar.

Quem foi que disse
Que o amor existe
Só pra cantar?...

O amor também é você,
Quem tanto busco entender
A minha vida exaltar...

Quem foi que disse
Que o amor existe
Só pra cantar?...

Quem foi?

Dolandmay Walter

RSS

Fale com os membros

Ola deixe apenas uma mensagem por dia pois por limitações só são guardadas as ultimas 100 mensagens.

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

Presença no Facebook

Grupo do Global no Facebook

Pagina Curtam, a Pagina no Facebook

© 2020   Criado por Adul Rodri (Adm)   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Registe-se Juntos fazemos a diferença!