Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use os menus na barra de topo e nas laterais.
Novidades: Novos cartões em Cards Martinha, novas Barrinhas no grupo "O que a alma me fala", novos Poemas no grupo Poesia, novo Grupo Espaço Religião, novos Temas Margarida e Livita, novas Capas no grupo Arte para Perfil, novos Cartões no grupo Scraps, diariamente novos Blogs área de Blog. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

Acredito que todo ser humano tem um lado sensível,
ao qual só é revelado pra quem se ama.
Somos uma caixinha de sentimentos, porém muitos não conseguem demonstrar os afetos que tem,
sendo muitas vezes interpretado como uma pessoa fria, insensata , afetando assim o relacionamento.
Demonstrar afetos seria o mesmo que demonstrar amor, não digo que seja prova de amor, pois quando se ama a entrega do coração já
é uma prova,mas sim demonstrar sentimentos com atitudes.

Visualizações: 89

Deixar um comentário

Você precisa ser um membro de Global Social para adicionar recados!

Entrar em Global Social

Comentário de Marli de Lima Lemos em 22 junho 2016 às 9:13

A Questão da Dor
Esse elemento tão visível e presente em um planeta como a Terra, está bem no cap. 19 do livro Ação e Reação, de André Luiz, psicograf/ Francisco Cândico Xavier.
Segundo o Instrutor Druso, identificamos na experiência terrestre três tipos de dores: A dor-evolução, a dor-expiação e a dor auxílio.
Referindo-se diretamente ao caso dos animais, Druso afirma: "A dor é ingrediente dos mais importantes na economia da vida em expansão. O ferro sob o malho, a semente na cova, o animal em sacrifício, tanto quanto a criança chorando, irresponsável ou semiconsciente, para desenvolver os próprios órgãos, sofrem a dor-evolução, que atua de fora para dentro, aprimorando o ser, sem a qual não existiria progresso".
Perce-se que a dor-evolução, cujo objetivo notório é o aprimoramento do ser, nada tem que ver com atos do passado. É o que ocorre com os animais, não somente aqueles que vivem em nosso meio, como os cães, vítimas de tantas enfermidades e problemas, mas sobretudo com os que vivem em plena selva. Imaginemos o sofrimento de uma presa abatida por seu predador e estraçalhada antes mesmo de ocorrer sua morte corpórea!
A dor-expiação, que vem dentro para fora, marcando a criatura no caminho dos séculos, detendo-a em complicados labirintos de aflição, com o objetivo de regenerá-la perante a Justiça Divina, é coisa bem diferente. Existem acidentes inúmeros e enfermidades tão penosas que seria um absurdo debitá-los simplesmente à obra do acaso. No livro O Céu e o Inferno ou A Justiça Divina segundo o Espiritismo, Kardec apresenta-nos inúmeros casos e suas vinculações com as existência passadas.
Quanto à chamada dor-auxílio, a explicação dada por Druso revela como a Providência divina não se esquece de nada. Ei-la: "Em muitas ocasiões, no decurso da luta humana, nossa alma adquire compromissos vultuosos nesse ou naquele sentido. Habitualmente, logramos vantagens em determinados setores da experiência, perdendo em outras. Às vezes, interessamo-nos vivamente pela sublimação do próximo, olvidando a melhoria de nós mesmos. É assim que, pela intercessão de amigos devotados à nossa felicidade e à nossa vitória, recebemos a bênção de prolongadas e dolorosas enfermidades no envoltório físico, seja para evitar-nos a queda no abismo da criminalidade, seja mais frequentemente, para o serviço preparatório da desencarnação, a fim de que não sejamos colhidos por surpresas arrasadoras, na transição da morte. O enfarte, a trombose, a hemiplegia, o câncer penosamente suportado, a senilidade prematura o outra calamidades da vida orgânica constituem, por vezes, dores-auxílio, para que a alma se recupere de certos enganos em que incorrido na existência do corpo denso, habilitando-se, através de longas reflexões e benéficas disciplinas, para o ingresso respeitável na Vida Espiritual".

Extraído da revista o Consolador

Comentário de Martinha (adm) em 22 junho 2016 às 2:30

Lindo vídeo.. .me tocou bastante. Já fui muito transparente com meus sentimentos, mas hoje em dia já não consigo ser; não por ser fria, mas medo de sofrer e ser rejeitada. Contudo minha caixinha de sentimentos transborda de amor e afeto...

Comentário de Maria Estela Quintanilha Marques em 22 junho 2016 às 1:01

Lindo! Meu lado sensível é tão transparente que quem olhar dentro dos meus olhos, logo verá a minha sensibilidade... Afinal ser sensível só não é bom para quem é realmente, traz muita dor! Mas não nego o que sinto.

Comentário de Elvia Pereira em 21 junho 2016 às 22:27

COM CERTEZA!!

Comentário de Berenice Tavares em 21 junho 2016 às 4:14

Concordo! Muitas pessoas escondem esse lado sensível com medo de se expor.
É um sentimento muito bonito se for recíproco e na medida certa.
Cada um respeitando a individualidade do outro.

Comentário de Rosangela Silva em 21 junho 2016 às 2:38
Com certeza!
Comentário de Margarida Maria Madruga em 21 junho 2016 às 1:30

Especial. ♥

Fale com os membros

Ola deixe apenas uma mensagem por dia pois por limitações só são guardadas as ultimas 100 mensagens.

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Adicionados novos car-tões para  Qualquer Ocasião, Boas Vindas, Boa Noite nos cards Martinha.

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

Presença no Facebook

Grupo do Global no Facebook

Pagina Curtam, a Pagina no Facebook

© 2020   Criado por Adul Rodri (Adm)   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Registe-se Juntos fazemos a diferença!