Global Social

Para quem gosta realmente de amizade, de aprender e adquirir conhecimentos



Em tempos que já lá vão, o Fogo, a Água, a Verdade e a Mentira viviam juntos numa grande casa. Embora fossem delicados uns com os outros, mantinham uma certa reserva entre si. A Verdade e a Mentira sentavam-se em cantos opostos da sala, e o Fogo estava sempre a fugir da Água.

Certo dia, foram todos caçar juntos. Encontraram muitas cabeças de gado e conduziram-nas em direção à aldeia onde viviam.

— Dividamos o gado de maneira igual — sugeriu a Verdade, enquanto caminhavam pelas pastagens. — Essa é a forma mais justa de repartir as nossas presas.

Todos concordaram exceto a Mentira, que queria uma parte maior. Contudo, nada disse naquele momento. Enquanto se dirigiam os quatro para a aldeia, a Mentira foi ter com a Água e sussurrou:

— Como és mais poderosa do que o Fogo, destrói-o, e ficaremos com mais gado para dividir.

Então, a Água derramou-se sobre o Fogo, transformando-se em borbulhas e vapor, e fê-lo desaparecer. Depois, continuou o seu caminho, pensando com satisfação na maior quantidade de presas que lhe caberia.

Entretanto, a Mentira murmurou aos ouvidos da Verdade:

— Olha só! Vê como a Água matou o Fogo! Já que destruiu cruelmente o nosso querido amigo, vamos abandoná-la e levar o gado a pastar nas montanhas.

Enquanto a Verdade e a Mentira subiam a montanha, a Água tentou segui-las. Mas a montanha era demasiado íngreme e a Água não conseguia trepar. Então, derramou-se sobre si mesma, salpicando e contornando as rochas, enquanto caía pela encosta abaixo. E, ainda hoje, a Água corre pelas montanhas abaixo.

Quando a Verdade e a Mentira atingiram o cume, a Mentira disse à Verdade:

— Sou mais poderosa do que tu! Serás minha escrava e eu serei teu senhor, e todo o gado será meu!

Então, a Verdade ergueu-se e disse:

— Nunca serei tua escrava!

E ambas se envolveram numa luta, até que decidiram pedir ao Vento que julgasse a sua causa.

O Vento não sabia o que dizer e pôs-se a soprar pelo mundo fora, perguntando às pessoas quem era mais forte, a Verdade ou a Mentira. Algumas afirmavam que “uma única palavra mentirosa pode destruir completamente a Verdade”, enquanto outras insistiam que “a Verdade pode transformar todas as situações, tal como uma pequena vela anula a escuridão”.

Por fim, o Vento regressou à montanha e disse:

— Vi que a Mentira é muito poderosa, mas que só pode reinar onde a Verdade desistiu de se fazer ouvir.

E assim sempre tem sido, desde então.

Autor: Heather Forest
Wisdom Tales from around the world
Arkansas, August House, 1996
(Tradução e adaptação)

Visualizações: 85

Os comentários estão fechados para esta entrada de blog

3rkeo9n04ie1n Comentário de 3rkeo9n04ie1n em 13 abril 2019 às 21:39

Excelente reflexão e um ótimo estudo sobre o assunto.

Comentário de Martinha (adm) em 9 abril 2019 às 21:15

Belíssimo texto e concordo plenamente com a resposta do vento e sua sabedoria: A Mentira só pode reinar onde a Verdade, desistiu de se fazer ouvir... beijinhos

Comentário de Ana Cruz Nobre em 6 abril 2019 às 18:11

Obrigada Adul pela partilha.

Comentário de Conceição Valadares em 6 abril 2019 às 18:03

Maravilhoso texto Adul!!! E sim, é verdade, a Mentira só pode reinar onde a Verdade, desistiu de se fazer ouvir.

Comentário de Lia Menezes em 6 abril 2019 às 13:29
Boa tarde
Interessante este texto. Boa tarde!!!!!
Bjos
Bom fds

Membros da Rede

Funcionalidades que pode utilizar

Chat/Bate-Papo
Amigos
Recados e Mensagens
Fostos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

© 2019   Criado por Adul Rodri (Adm).   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço