Global Social

Para quem gosta realmente de amizade, de aprender e adquirir conhecimentos

Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use o menu na barra de topo.Obrigado pela Visita. Volte Sempre.



Não gosto da Páscoa.

E, no entanto, lembro-me que não foi sempre assim.

Havia um tempo em que a Páscoa era roxa e as buganvílias vergadas com o peso das flores explodiam em perfume à porta da casa da minha avó. Abraçavam-me enquanto eu subia as escadas e derramava o olhar sobre os montes castanhos que ladeavam o rio... Sempre achei que aquelas buganvílias me conheciam e me sorriam...

Havia um tempo em que a Páscoa cheirava a folar de presunto com ovos caseiros, pingado de azeite nascido no nosso quintal, cheirava a mel e a compotas coloridas...

Era um tempo em que eu calçava sandálias novas e vestia vestidos de manga curta, um tempo em que ainda ninguém tinha morrido e a casa sorria, lavada com esmero, refulgia no seu brilho cheiroso...

Havia um tempo em que as Páscoas se passavam na larga varanda de cima, onde eu me pendurava para escalar a velha figueira, tão perto do céu... e onde as conversas se demoravam pelas noites mornas, as cigarras enlouquecendo num cantar infinito, e as estrelas tão perto de mim...

Lembro-me que estendia os braços, estendia as mãos com os dedos abertos, e nas pontas dos pés, tentava agarrar as estrelas...

Desse tempo só me ficou a saudade, uma saudade colada a mim... e esta mania doida de tentar agarrar as estrelas...

Autor: Ana Paula Mateus

Visualizações: 42

Os comentários estão fechados para esta entrada de blog

Comentário de Laura Gonçalves em 21 abril 2019 às 14:01

UM CONTO DE PÁSCOA
UM JOVEM MORREU EM CHAMAS

Tinha terminado o curso em Dezembro
Ficara de plantão no quartel a noite inteira
Era a Semana Santa ia para casa descansar
De longe viu um prédio pegando fogo
Estacionou sua motocicleta na calçada
Com seu casaco de couro e seu capacete
Entrou valorosamente no prédio em chamas
Conseguiu salvar quatro pessoas desconhecidas
Três crianças, uma ainda bebê, e a mãe delas
Mas nas não conseguiu sair daquele inferno
Morreu entre as chamas daquela construção.
Ao parar a moto não pensou em mais nada
Apenas que havia vidas em perigo e enfrentou-o
Salvou quatro pessoas que nem sabia quem eram
Quem imaginaria que um motoqueiro barulhento
Tinha um coração tão integro, amoroso e límpido
Capaz de jogar sua vida por gente desconhecida
Porém era um bombeiro militar, ainda aspirante
Não sei se era cristão ou frequentava uma religião
Mas consciente ou inconsciente serviu a Cristo
Tanto amor por seu semelhante, só Cristo teve
Sua morte reflete as características da morte de Jesus
Liberdade, gratuidade e salvação
Liberdade de quem assume um risco sem ser obrigado
Gratuidade de quem o faz, não para salvar amigos ou
Conhecidos, porém pessoas totalmente desconhecidas
Salvação de quem recebe a morte à mesma hora que
Quatro pessoas, graças a ele, escaparam das chamas
Vemos que o mundo é muito melhor que imaginamos
Pensamos que só existe violência e ambição de poder
Todavia também há muito amor e de amar em liberdade
Procuremos imaginar este jovem depois de salvar
Quatro pessoas, se viu encurralado pelo fogo selvagem
Com certeza deixou-se dominar pelo pânico e terror
Mas também compreendeu que continuaria a viver
Nas pessoas que salvou e estavam fora de perigo
É provável que pensasse na moto que deixou na calçada
Nos seus colegas de turma na Academia agora aspirantes
Nos seus pais ,na Corporação de bombeiros militar
Na namorada com quem pensava casar em breve,
Sabia que não morria só. Seu amor ao próximo
O tinha levado à mesma morte que Aquele Galileu
Há dois mil anos havia morrido por igual loucura
De amor aos outros, que na cruz inclinou a cabeça
E se deixou morrer para nos salvar

Escrito por meu namorado

Comentário de Patrizia Gardona em 21 abril 2019 às 11:49

Que linda mensagem, amigo.
Uma Feliz Páscoa para sí e toda sua família!
beijinho

Comentário de Conceição Valadares em 21 abril 2019 às 11:08

Adul a Páscoa vai continuar sempre da maneira que nós queremos, o que os outros fazem da Páscoa não é problema nosso, eu continuo a fazer a Páscoa como minha mãe me ensinou e como eu amo.

Feliz Páscoa Adul!

Comentário de Lia Menezes em 21 abril 2019 às 1:41
Bom domingo de Páscoa
Boa noite

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Membros da Rede

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

Presença no Facebook

Grupo do Global no Facebook

Pagina Curtam, a Pagina no Facebook

© 2019   Criado por Adul Rodri (Adm).   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço