Global Social

Para quem gosta realmente de amizade, de aprender e adquirir conhecimentos

Revirando minhas coisas,encontrei uma carta sua, carta que quando ainda não tínhamos Internet. Carta que trocávamos e nessas cartas descrevíamos nosso amor, nossa paixão nossa saudade, a falta do carinho presente.
Lendo essa carta voltei ao tempo, como era gostoso esperar pelo carteiro,todos os dias,na esperança da sua carta chegar.
E quando o carteiro batia ia eu correndo porque sabia que tinha carta sua para mim.
Abria o envelope correndo,as vezes você mandava uma rosa seca junto, a carta perfumada com seu perfume, no qual eu fazia o mesmo nas minhas cartas para você.
Eu começava a ler meu peito batia forte, era como se você estivesse chegando.
Eu lendo a carta chorava com suas palavras de amor lindas como sempre.
Eu sorria com suas piadas que você dizia fazer para não me deixar tão triste.
Me trazia você de volta ao meu pensamento, nela você dizia:
"Minha amada que saudade, queria estar ai agora te beijando, te amando como te quero mas a distância não deixa, sinto meu coração bater mais forte enxugo minhas lágrimas para não molhar a folha, isso para que você não perceba que estou escrevendo e chorando de saudade, sinto muito sua falta, sua presença aqui me faria o homem mais feliz, essa cidade é triste sem você aqui comigo".
Que saudade daqueles tempo, hoje com a Internet não temos mais esse romantismo, não sentimos tanta saudades porque podemos nos ver pela Web Cam, isso é uma forma de matar saudade, mas saudade mesmo era nesse tempo de cartas vindas pelos correios.
Belos tempos.

Acalenta Maria José.

Visualizações: 12

Adicione um comentário

Você precisa ser um membro de Global Social para adicionar recados!

Entrar em Global Social

Comentário de Patrizia Gardona em 6 agosto 2018 às 8:18

Bom dia e obrigada por compartilhar amiga

© 2018   Criado por Adul Rodri (Adm).   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço