Seja bem vindo(a). Agora está ainda mais fácil usar a rede Global Social, use os menus na barra de topo e nas laterais.
Novidades: Novos Cards Martinha, Novos Poemas no grupo de Poesia, Novo Grupo Espaço Religião, novos temas Margarida e Livita, novas Capas em Arte para Perfil, diariamente novos blogs área de Blog. Obrigado pela Visita. Volte Sempre.

Visualizações: 45

Respostas a este tópico

Foto

Ilusão...?

Abraça meu corpo carente,
meu corpo sozinho de mim
desde que ficou sem ti!
Não te afastes tanto
Não desprezes meu pranto
que sobeja em mim!
Minha esperança frenética
baila incessante
nesse rompante
de te querer cada vez mais!
Ilusão...?
Mas não ouses
Não abuses
Não rompas meu arroubo
que ainda é tanto!
E segue aos tropeços
procurando começos
que foram feitos de nós dois...
nós dois...
e que não vejo mais!!!

Ciducha Seefelder
Arte: Silvane Saboia

608-o

Triste adeus...

Enquanto a lua passeia lá no céu,
em mim, passeia uma saudade.
Misto de dor e ansiedade
onde o seu rosto é a personagem!

Você, que eu já tive nos meus braços
que reencontrei, sem nunca ter perdido
que vai morrendo aos poucos,
junto comigo...
nesse amor, que faz tanto sentido!

A lua pára, para chorar de vez em quando
e é quando eu vou,
ainda mais, morrendo e amando
como algum dia, na primeira vez...

Não nos dissemos adeus...
jamais!
E no entanto, é doce esse meu pranto
tentando lembrar onde ficou
em que estrela se perdeu, morreu...
o nosso encanto.

Ciducha Seefelder
Arte: Regina Barbeiro

304-o

Hoje...

Hoje, diante de palavras tuas
meu dia ficou colorido
e minha esperança já não está nua

O coração repousa enternecido
sem reclamar qualquer explicação
na certeza de que estás comigo.

Ao mar, cobrarei ansiosa o teu aceno
que agora eu sei, um dia, vou merecer
ainda que seja na fuga do meu senso...

Ciducha Seefelder
Arte: Sonia Pallone

Foto

Hoje...

...Derrubei
tuas muralhas.
Afoguei minha carência
no teu sangue
Morri mil vezes
no teu corpo.

Hoje...
me perdi em ti,
para sempre
ou nunca mais!

Ciducha Seefelder

cid44-o

Amo-te!

Amo-te!
Como jamais em tempo algum
amei alguém...

Amo-te hoje, como te amei sempre
além da razão,
com abono total do coração!

Amo-te...
desde o dia em que te ví...
e nossos olhares se cruzaram
e nossos corpos se atraíram
nossas almas se tocaram...

Foste o primeiro homem
a fazer meu coração acelerar...
Foste o primeiro a me despertar desejos...
Foste o primeiro a me fazer sonhar
Foste o primeiro... e sempre serás!

Amo-te desde então...
sempre vou amar.
E ponto.

Ciducha Seefelder

cid32-n

Só nós dois

Só nós dois...
E o mundo do lado de fora,
sem marcar hora
de chegar ou ir embora...

Ciducha Seefelder

cid72-o

Dormência

Ah, como eu queria
Que aquela rede falasse
E todas as loucuras contasse
Daquelas tardes de outono!...
Um amor sem censuras,
Com sabores de aventuras,
Sem hora, sem medo, sem dono...

Depois ela cadenciava o sono
De nossos corpos em total abandono...

Ah, como eu queria
Que aquela rede falasse
E quem sabe de novo avivasse
Os lúdicos momentos do passado!...
Tempo em que naquele recanto
O som era o sorriso do encanto
De um casal enamorado...

Símbolo do desejo não refreado,
Alcova aberta ao manto azulado...

Ah, como eu queria
Que aquela rede falasse
E para nós bem alto gritasse
Que a paixão não emudeceu ali!...
A emoção poderia ainda ressurgir...
Mas aquela rede não fala
E a nós... já não mais embala!

Hoje, num adormecido porta-retratos,
Apenas silêncios... a rede acasala!

Marise Ribeiro
http://www.mariseribeiro.com/

920-n

Porta-retratos

Atrás desta bela moldura
existe uma mulher
de muito tempo
que já viveu alegrias,
tristezas,
perdas,
tanta amargura
desventura...

Mas que sobreviveu
graças ao amor reencontrado
e resgatado de um passado
distante...
e ao mesmo tempo tão presente!

Uma mulher sem segredos
sem medos
que afronta-os e os decifra
por amor...
sempre por amor!

É isso que mostra,
e pouca gente vê
a imagem abstrata
do meu porta-retratos...

Ciducha Seefelder
Santos, Julho de 2008
Arte Silvane Saboia

968-n

Amor meu...

Por onde andas?
Que nada ouço
nada vejo
nada sinto...

Só tristeza,
saudade,
desejo,
imagens apagadas,
de um passado tão distante!

Por onde andas?
Volte,
amor meu!
Tenho urgência!

Quero,
seu carinho
silente
provocador
insistente
que me sucumbe!

Meu corpo
ferve como
um furação
em brasas
querendo
suplicando...

...só você consegue aplacar
esta paixão!!

Vem??!

Ciducha Seefelder
Arte: Silvane Saboia

74600-n

Estou só...

Nessa solidão,
busquei a mão,
mas me faltou...
Busquei o amor,
mas não o encontrei!
Estou só...
Num eterno desencontro,
meus sentimentos contidos,
sentimentos escondidos,
sentimentos banidos!
Estou só...
Meu cansaço me atira,
nesta cama vazia...
uma saudade sem jeito,
que caminha vadia!
Estou só...

Ciducha Seefelder
Arte: Silvane Saboia

RSS

Fale com os membros

Ola deixe apenas uma mensagem por dia pois por limitações só são guardadas as ultimas 100 mensagens.

Novidades

Nota importante: Para ver as mensagens, os amigos e aceder as configurações use o menu da barra de topo.
Pagina Principal Página Principal

 Abrir o perfil

 Ver os recados.

 Abrir caixa de mensagens

 Ver pedidos de amizade recebidos

Lista de Membros Ver lista de Membros

 Configurações

Use o Menu lateral para:
Escrever mensagens aos amigos, adicionar entrada de blog, usar o gerar cartões, enviar presentes e flores.

Menu de Funcionalidades

Membros
Fotos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

Presença no Facebook

Grupo do Global no Facebook

Pagina Curtam, a Pagina no Facebook

© 2019   Criado por Adul Rodri (Adm)   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço