Global Social

Para quem gosta realmente de amizade, de aprender e adquirir conhecimentos

Visualizações: 82

Respostas a este tópico

Foto

Meu corpo

Meu corpo pede o seu, sentir sua pele nua
Sinto tuas mãos percorrer minhas curvas
Minha boca saliva à espera da sua
Por beijos loucos, ansiosos sedentos

Em abraços sem fim, entrelaçados
Em apertos grudados, colados suados
Sentindo o pulsar de dois corações
Uma paixão sem medida louca sem igual

Primeira vez nossa, trémulos, rubros
Olhar nos olhos as imagens refletir
Como um espelho de lago cristalino
Um frenesi um frio gélido segui a medula

O sentir os dedos, a língua a pele, o tato
Minha tua mistura, a descobrir segredos
Contar vontades, realizar desejos, seguir...
Num enlace de corpos bailado de línguas

Sensações de toques interno, externos
Bêbados de amor, ébrios de paixão
Tu me tomas eu te acato, em meus braços
Tu se entregas, te recebo em meu corpo

Junção perfeita de uma química, a reação
Síntese do amor, do desejo, do querer
Delicioso tempo, tortura sensual, êxtase
Embriagues de sentido, perder-se no tempo

Do homem da mulher da ciência, da essência
Da exaustão a languidez, ao ir ao paraíso
São momentos únicos, a se entregar sem pudor
Ao receber despudoradamente, sem más...

Almas que se adentram eu te dou tu me das
Corpos por momentos levitados, aromatizados
Nada sentido tão espectacularmente, o ardor
Sincronia perfeita, abriram as comportas da
cachoeira, caíram-se as estrelas

Adele Pereira

Foto

Vestido vermelho

Quero um vestido vermelho
Vermelho cor de sangue de vida
Quero um vestido de gala de festa
Quero comemorar, dançar, festejar
Num grande salão com orquestra
Com valsa, Raul Seixas, e rock roll

Amo toas as cores, todas as cores já usei
Ele amava o vermelho, eu amo também
Vermelho nas unhas, nos lábios e no coração
Vermelho no manto de Cristo, cor dos bombeiros
Vermelho folclore do bumba meu boi, de Belém
Que Fafá canta tão bem, vermelho vermelhaço

Vermelho morango, vermelho maça e tomate
Quero um vestido vermelho, alinhado elegante
Vermelho, para quem é somente galante
Fitinhas de cetim vermelho, é uma rosa grande
Foi-se as rosa, mas as lembranças ficaram
Hoje pode ser vermelho com fitinhas brancas

Um vestido vermelho para uma grande festa
Simplesmente comemorar, celebrar, brindar
O que ganhei, o que fiz e acrescentei e passei
Vermelho, para comemorar a vida, o amor
Vivência liberdade ,amigos, mudanças, renovação
Vermelho paixão, carmim do meu coração

Adele Pereira

Foto

Solta-me

Deixe-me, voar como borboletas
Colorida, leve em dias ensolarados
Assopre-me como pluma e voarei
Ficarei solta no ar, em um bailado
Sou alma livre, no topo da vida

Já subi montanhas e me deslumbrei
Já mergulhei em águas profundas
É não me afoguei entrei em abismos
Já vi estrela cadente, em silencio cair
Sentada na relva, na quietude da alma

Já dancei com salão repleto de pares
Mas sentia só eu é ele, em doce magia
Já viajei por países gélidos, com nevasca
Livre ao ver a tão famosa aurora boreal
Já estive em casebres, palácios, suntuosos

Livre ao ouvir, falar, ver, a imensidão
O contraste, comparação e rejeição
ouso o que dizes, e leio em silencio
Falo com nexo sem nexos, desconectada
Palavras são livres, pois não são algemadas

Pensamentos jamais terão grades, trancas
Livre ao ter fé, serei imbatível, vencedor
Sou livre ao amor antes de dá-lo
Tenho que tê-lo em meu coração
Ele está em mim na minha essência
Livre sou, livre estou, livre livre sou

Adele Pereira

Foto

Anjo ou demónio

És anjo ou demónio!
Quando desaparece
Na névoa do tempo
Nas noites de reclusão

Quando abrando a dor
Cesso o querer de desejos
Ressurge revive! do nada
Com rosas com risos e falas

A ofertar seu amor
Seus carinhos e beijos
Seu aroma seu toque
A incendiar-me de novo

Demónio a instigar vontades
Ardentes, lascivos, libidinosos
Demónio ao eu ter, sonhos eróticos
Na cama vazia ao pensar em você

Demónio, ao conduzir ritual do amor
Com mestria, sendo o professor
Demónio, ao extrair o intenso prazer
Perder os sentidos, contigo desfalecer

Demónio, quando despudorada
Vejo em loucuras, profanas, herege
Anjo ao acalmar meu corpo sedento
Anjo ao saciar minha boca faminta

Anjo ao ancorar minha alma vagante
Anjo ao cessar uma viagem sem fim
Anjo ao acolher-me em seus braços
Com enlevo ternura, amorosidade
Admitindo, nossa afinidade e amor

Adele Pereira

Foto

Coração ferido

Mudo em desatino perambulo.
Pelas ruas sigo destino cruel.
Amor não correspondido, sem acalento!
Na vida vira tormento; já não aguento!
Dilacerando coração e vida
Queima no peito tanta tristeza!
Nesta angustia amargurada e definida
Vai deixando cicatrizes mais profundas!

De peito aberto ao amor fui flechado!
De coração ferido fui atingido!
Num romance desfeito fui abandonado!
Pela flechada certeira do cupido.
Na linha de frente do amor,
Meu coração entristeceu!
Levou à minha vida muita dor!
Minha esperança emudeceu!

Adele Pereira

Foto

Brisa

Barulho das ondas
A brisa leve suave
Sinto na pele
Toque sutil
Aroma do mar
Gosto salgado
Sabor pela vida

Pele bronzeada
Corpo esguio
Sensual atraente
Pintura nos olhos
Beleza estonteante
Desperta desejos
Excita paixão

Sol a brilhar
Raios na alma
Paixão ardente
Arrepios na pele
Me conduz ao prazer
juntar nossos corpos
Quentes molhados

Unir nossas bocas
Em loucos beijos
Deitar sobre a areia
Deixando marcas sutis
Caricias constante
Consumir de amor
Amor de verão

Adele Pereira

Foto

Quero um homem

Quero um homem
Que me amordaça
Com sua boca
Que me entrelace
Com seus abraços
Que me prenda
Com seu amor

Deixe-me doida
Com suas taras
Que faça em mim
Os seus fetiches
Que se declare
Sem ter pudor
Dispa de ter temor

Que pegue de jeito
Sem ter mesmo jeito
Com muita audácia
Me satisfaça
Que caia de quatro
Me pedindo amor
apaixonado se manifeste

Quero um homem
Para eu ser mulher
Fantasias se realizem
Vontades se concretizem
De dia vejo estrelas
À noite alvorecer
Prazeres sejam trocados

Quero um homem
Um ser inteiro
Que me acrescente
Mais do que eu sou
Quero um homem
Que em meu corpo
Leia o alfabeto

Do A ao Z
Que encontre
O Y o W
É não só o G

Adele Pereira

Foto

Estações

Vou-me colocar
Em seus braços
Entre pernas e braços
Me enroscar, agasalhar
Em seu corpo, enrolar
Cobertor quente macio
Cheiro de aconchego

Aquecer-me com beijos,
Lábios ávidos de paixão
suculentos de desejos
Colher em sua boca
Tâmaras doces com amor
Incendiar-me em excitação
Labaredas, faíscas, fagulho

Serei teu dia, tua noite
Estações são vontades
No inverno me aqueces
No verão me abrandas
Primavera me dá tons
No outono hibernamos
Em nosso leito, no quarto

Nossa caverna de amor
Serras como teias, a enredar-me
Envolver prender, segurar
Trancar-me em sua vida
No destino no coração
Bom tempo, mau tempo
Com chuva sem chuva
Ficaremos por todas os ciclos

Quando terminar as estações
Findar horizonte, tempo acabar,
Fogo aplacar, incêndio não ter
Velhinhos estivermos,
Juntinhos ainda estaremos
Lembraremos sorrindo
O quanto foi bom... t ... Amar

Adele Pereira

Foto

Pegada

Um afago
Uma pegada.
Firme na cintura.
Puxar para perto
Sentir o peito
Em seu dorso
O roçar
Tentar escapar
Faz de conta
Liberdade, carinho,
Controle, doçura.

Um abraço
Apertado
Corpo parado
Porem inquieto
Remexe contorce
Roçando
Contra o meu
O calor do seu
Pega pela nuca
Firme, vira-se
Juntam-se

As bocas entrelaçam.
Respiração ofegante
Pele a tremer
A corar, sentindo
Esfregando
A mão acariciando
Buscando.
Pé, pernas coxas,
Se despindo
Roupas pelo chão
Corpos nus

Seu quadril,
Cavalgando
Sobre mim.
Sua boca
Estrala
Na pele
Como chicote
Mão com mão
Desvendando
Olhares se fixam
Pele transpira

Traça caminho
Segue trilhas.
Acariciando
Mordiscando
Sugando
A ponta
Da língua
A doce
Escalada
As rotas

Arrepios
Espasmos
Profundos.
Chega
Ao destino
Esperado,
indicado.
Acolhe
Recebe
Encandeceste
Destilando

Latente
A pulsar
Depois
A leveza
Sedada

Adele Pereira

Foto

Liga-me

Pegue-me em suas mãos
Sinta a película em seus dedos
Digite seus pensamentos, seus programas

Faça de minha pele seu satélite. Rastreie,
Percorra lentamente pelos fios do prazer.
Imprime em minha derme sua digital, sua senha.

Visualize meus desejos, analise as vontades
Siga as ondas sonoras de meus caprichos.
Tecla cada virgula, não esqueça os pontos.

Tecle todas letras do alfabeto, os números.
Peça correção, tradução, tudo que for "Bão"
Escaneie, faça a formatação és técnico.

Em manutenção, assistente autorizado.
Nunca me deixe fora do sistema, sem wi-fi
Seja 3g 4g, plano a, ao z, com fidelidade anual.

Comente em meu ouvido, não me compartilhe.
Clique em me salvar, me guarde em sua nuvem.
De like a cada hora, visualização só a sua.

Que eu seja inserida em sua memoria.
No seu iphone, smartphone, pen drive.
Em seu coração, sua vida por toda vida.

Adele Pereira

Foto

Minhas lembranças de menina

De sitio paiol e terrerão
Meu tio Zezinho e tia do coração
Dos primos primas, brincadeiras e brigas
E reconciliação, que nunca terminarão

Ainda sinto o gosto da pamonha
Jabuticaba, torresmo e banha
Dos cafezal com as floradas
Tao alvas parecendo geada
Minhas lembranças de menina

O milharal com as espigas gordinhas
Que eram nossas bonecas, fofinhas
Dos terços mensal, ladainhas e oração
Das festas de Pedro António e João

Minhas lembranças de menina

Chá biscoito e pinhão, comilança e namoração
Tomar leite no ubre da vaca de madrugada
Café, almoço e merenda, na roça e muriçocas
Pão em folhas de bananeiras e das trepadeiras

Dos travesseiros de paina macios
Cheirosos feito nuvens ou algodão
Os colchoes de palhas, altão
Das chaminés, lamparinas e fornos

As minas lembranças de menina

Deitar com as galinhas e acordar com o galo
Das noites enluaradas, estrelas cadentes
Dos bailes no terreirão com valsas marchinhas
Que alegrava, menino menina gente velha

Minhas lembranças de menina

Do arroz feijão e abobrinha, e banha
Melado angu e mel com farinha
Do engenho riacho e monjolo, e galinha
Saudades de meu sertão, do coração
Modernizado, mas continua tão bão

Adele Pereira

Foto

Saudade

Saudade tu foste o tema
De tudo que tenho escrito
Saudade és tudo que tenho
De melhor e mais bonito

Há coração estraçalhado
A minha alma apaixonada
É corpo escuro é deserto
A espera na beira da estrada

Que se alegra quando ti vê
Pula no peito maravilhado
Prenuncia de suspiro dobrado

Suspiro dobrado e muita dor
Dor porque estas distante
Suspiro porque és meu amor

Adele Pereira

RSS

Membros da Rede

Funcionalidades que pode utilizar

Chat/Bate-Papo
Amigos
Recados e Mensagens
Fostos/Videos/Blog
Entretenimento/Ajuda

© 2019   Criado por Adul Rodri (Adm).   Produzido Por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço